Pintura em Tela – 3 dicas do consagrado artista Guilherme de Faria

Como começar a pintar - 3 dicas de um grande artista
10 Flares Filament.io 10 Flares ×

O segredo para longevidade é ser criativo e a pintura em tela pode lhe trazer muitos benefícios!

Quando jovens, estávamos sempre dançando, cantando e pintando o mundo. Alguns como eu, tinham suas bandas em garagens, onde passávamos mais tempo inventando nomes para o grupo e sonhando, que tocando especificamente. Outros cantavam em coral da escola, a maioria forçadamente, ou éramos igualmente convencidos (à contra gosto), a participar das “danças típica e folclóricas”, com roupas de diferentes países. Apenas nossos pais e professores achavam lindo.

Éramos mais sensíveis, estávamos sempre explorando e desafiando algo. Experimentávamos tudo que podíamos, argila, paredes, papel, e até gesso virava brincadeira em nome da nossa “arte”. Imaginação e molecagem se misturavam e faziam parte da nossa vitalidade, era natural. A arte nos acompanhava, pintando, dançando, encenando ou folheando livros. Não tínhamos todos os apetrechos distrativos,  algumas vezes improdutivos de hoje.

Depois, passamos muito tempo ocupados com nossos empregos, filhos, casa e mais trabalho. Agora voltamos a redescobrir as alegrias e os benefícios da arte em nossas vidas, e queremos ajudar os outros a redescobrirem também.

Com o tempo, iremos fornecer links e recursos que auxilie ainda mais os interessados em ceder parte do seu tempo em seu próprio benefício e prazer.

Iniciamos o nosso primeiro artigo, dentre muitos que se seguirão. Espero que apreciem!

Alma Welt de Guilherme de Faria

Como começar a pintar – 3 dicas de um Grande Artista

“Qualquer um, qualquer um pode pintar! Oh, eu não tenho nenhum talento artístico, o que não é verdade. Você apenas tem que fazê-lo, se acha que tem talento ou não, você tem que chegar lá e tentar.”

Guilherme de Faria é um excelentíssimo pintor, desenhista, gravador, escritor, poeta, cordelista, declamador, compositor e um querido amigo. Nos conhecemos a mais de 10 anos, na época, eu trabalhava em uma pequena livraria na região dos Jardins em São Paulo. Passávamos horas conversando e Guilherme sempre foi uma pessoa sumamente inteligente, talentoso e criativo, mas o que eu adoro até hoje, é sua humildade para ensinar, aprendi muito com ele em meio a dezenas de livros abertos sobre balcão. Quando um outro cliente chegava, acaba automaticamente envolvido na conversa, e lá estávamos nós, iniciando mais uma “aula”, com três ou quatro pessoas.

Então, creio ser o artista mais adequado que possa nos oferecer estas três primeiras dicas, sobre como você pode deixar  a sua autolimitação e começar a fazer arte:

#1- Livros – ler, ver e folhear com atenção livros de arte nas livrarias, mesmo que não puder comprá-los (são caros).

#2- Visitar o Museus – de Artes e olhar as obras com muita atenção para perceber a técnica, as pinceladas, como foram construídas a imagens.

#3- Aproximar-se da Arte  com paixão e não mera curiosidade passageira. Arte exige atenção, aprofundamento e fidelidade. Não pense nunca em fazer arte como hobby ou passatempo. A Arte não tolera leviandade ou superficialidade. Dedique à ela um tempo considerável, como se fosse um profissional, mesmo que não seja nunca. A recompensa dessa atitude é enorme, mesmo que você não tenha facilidade e “jeito” para a coisa. A Arte lhe ajudará a viver e entender o mundo ao seu redor, porque a Arte não é apenas uma das matérias de interesse, como tecnologia, ciências, matemáticas, etc, mas uma captação da essência dos seres e das coisas, daí o seu fascínio.

 

Guilherme de Faria

 https://www.facebook.com/guilherme.defaria.16

 

 

Comentários