A verdade sobre ter mais de 40 anos

A verdade sobre ter mais de 40 anos
0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Como me sinto com mais de 40 anos, sem nada muito programado.

Supostamente aos 40 anos todos deveriam ter a receita secreta para a felicidade, afinal, já sobrevivemos a muita diversão. Vivemos no limite explorando tudo aos 20, festejamos até o amanhecer,  e seria impossível contabilizar a quantidade de álcool que consumimos. Passamos por tantas novas descobertas aos 30. Tudo serviu como experiência, que nos fez descobrir quem somos, e ensinaram o que nossos pais ou professores não conseguem transmitir.

Conhecemos o companheiro ou companheira ideal, casamos, depois vem as crianças, e nos damos conta que a vida não foi desperdiçada com a solidão. Afinal, essa é a vida ideal, o parceiro ideal, filhos, o financiamento do apartamento ideal, as contas….Tudo bem, está tudo certo?

Picture-11-300x242

A sua vida após os 40 é parecida com tudo isso?

Os 40 chegam de repente. A carreira que já foi a força motriz por trás das tantas horas de trabalho, não vem mais acompanhada de tanta satisfação. O parceiro que você adorava, e solenemente jurou amar até que a morte os separasse, não é tão brilhante ou divertido diante da dura realidade, sem falar no estresse que acompanha o tema dinheiro – principalmente a falta dele!

Leia também: Viva seus arrependimentos!

As garrafas de vinho deram espaço para as mamadeiras. Você até tenta buscar consolo nas amizades, mas nem mesmo os amigos parecem conseguir diminuir o vazio e a incerteza que você sente.

Para alguns de nós, o sentimento de insatisfação vem gradualmente. Outros, acordam um dia qualquer e pensam: a minha vida se resume a isso?

Dizem que devemos abraçar tudo o que temos, mesmo se não estivermos completamente satisfeitos, que devemos sempre lutar por mais, por algo maior e melhor, e claro por mais felicidade.

Somos bombardeados o tempo todo com informações no melhor estilo autoajuda: encontrar o nosso propósito, rezar, pedir ao universo as respostas, ler livros, ter um conselheiro. No entanto, eu, aos 40 e poucos anos, ainda estou cercado por pessoas que estão questionando a sua escolha de parceiro, de carreira, de competência e qual é a finalidade da sua própria existência.

Alguns estão lidando com o divórcio, outros seguem solteiros, em busca do grande amor – mas se questionando se realmente existe. Então vamos ser honestos: quem não está atravessando esse momento? O que importa é saber para onde essa angústia vai nos levar.

LEIA TAMBÉM: 5 razões para manter um estilo de vida frugal

portfolio-41-300x200

Estamos perdidos, e juntos nisso!

Nesse ponto eu deveria fornecer algumas dicas inspiradoras para a sua vida, disser que deve continuar procurando o seu propósito, encontrar o que te faz feliz. No entanto, eu não tenho nada disso para dizer! O que eu tenho é a garantia de que não há problema algum em sentir insatisfação e em viver essa confusão. O importante é não aceitar passivamente o que vem acontecendo se não é o que você esperava. E tenha certeza que você não está sozinho!

Leia também: 10 segredos de pessoas que sabem viver com personalidade

Após os 40 anos sabemos que estamos apenas no meio do caminho de nossas vidas, e se queremos viver melhor, temos que questionar sobre o que realmente importa, já que há tempo suficiente para realizar uma espécie de imersão para corrigir e ou alterar o caminho trilhado.

Estou certa de que ainda carregamos dentro de nós muito potencial, sonhos não descobertos, e se conseguirmos remover a opinião dos outros e nossas próprias crenças auto limitante, ainda há uma abundância de experiências esperando para serem exploradas.

Eu também estou certo de que ninguém precisa ter todas as respostas. Já sabemos que o futuro não tem que ser todo traçado rigorosamente. Talvez só precisamos abraçar a incerteza, nos deleitarmos com as oportunidades e sonhar novos sonhos.

Talvez a incerteza seja o segredo para descobrirmos o nosso potencial inexplorado, o ingrediente exato que trará as mudanças em nossas próximas fases da vida, gloriosa e imprevisível. Você concorda? Compartilhe abaixo sua opinião!

Deixe seu Comentário